by Marcia Serante

Arquivo do blog

Sinais em contexto escolar

Plano de aula inclusivo

segunda-feira, 5 de julho de 2010

AUTISTA - VIVENDO EM UM MUNDO PRÓPRIO

Atualmente não há um teste médico que diagnostique definitivamente o autismo.

O diagnóstico é feito com base na observação das características do indivíduo, uma vez que a maioria das crianças começa a mostrar sintomas de autismo entre 18 a 24 meses.
São três as áreas de preocupação:
1) Interação Social: Uma pessoa com o espectro de autismo poderá não usar ou não compreender a comunicação verbal, ou não desenvolver interações sociais que sejam apropriadas para a sua idade. Normalmente pode-se notar a falta de emoção recíproca (você sorri para eles, mas eles não sorriem para você). Adultos autistas podem parecer afastados e indiferentes aos outros, alguns aparentam estar presos no seu próprio mundo.
2) Comunicação: Há um atraso significativo ou a ausência do desenvolvimento da língua. Um autista pode ter dificuldades em iniciar e/ou sustentar uma conversa, ou então poderá usar a fala de maneira repetitiva, sempre sobre o mesmo tópico sem parar (over and over).
3) Comportamento: Restrito, repetitivo, e estereotipado. O autista pode ter uma grande preocupação com um assunto ou interesse ou ficar apáticos, enquanto outros mantêm uma rotina. Em crianças pode-se encontrar a falta de imaginação ou brincadeiras sociais. Repetições motoras como bater as mãos, rodar objetos, movimentos repetitivos com o corpo são alguns sinais comuns.veja abaixo alguns comportamentos da criança autista.






 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
EXEMPLOS - CASOS DE AUTISMO

Henrique

Quando criança pequena era afetuoso e brincalhão. Aos seis meses sentava-se e engatinhava, aos 10 começou a andar e aos 13 meses já podia contar. Um dia aos 18 meses sua mãe o encontrou sentado na cozinha brincando com as panelas de forma estereotipada (repetindo sempre os mesmos movimentos) e de tal forma concentrado que não respondeu às solicitações da mãe. Desse dia em diante a mãe se recorda que foi como se ele tivesse se transformado. Parou de relacionar-se com os outros. Freqüentemente corre ziguezagueando em volta de casa. Tornou-se fixado por lâmpadas elétricas, corre em volta de casa apagando e acendendo as luzes e se alguém tenta interrompê-lo ele torna-se agitado batendo e mordendo quem estiver pela frente.

Joana

Desde o dia em que nasceu Joana apresentou comportamento anormal, parecia diferente das demais crianças. Numa idade em que a maioria das crianças é curiosa e quer ver tudo, Joana mexia-se pouco no berço e não respondia aos ruídos dos brinquedos. Seu desenvolvimento não se deu na ordem esperada, ficou de pé antes de engatinhar, e quando andava era na ponta dos pés. Aos dois anos e meio de idade ainda não falava apenas agarrava as coisas ou gritava pelo que queria. Era capaz de ficar sentada durante horas olhando para um de seus brinquedos. Durante uma sessão de avaliação passou todo o tempo puxando os tufos do agasalho da psicóloga.

ALFABETIZAÇÃO - APRENDIZAGEM DO ALUNO COM AUTISMO
Revista Ciranda da Inclusão - maio/10

Projeto Pedagógico desenvolvido por Marcia Honora, fonoaudióloga e Mary Lopes Esteves Frizanco, pedagoga, para alunos do Ensino Fundamental.

A maioria dos alunos pode apresentar de dois a três estilos de aprendizagem: por meio da visão, da audição ou do movimento (cinestesia. O aluno com autismo, no entanto, pode focar sua atenção em apenas um destes estilos. tem-se observado que eles também podem apresentar dificuldades em muitos ambientes educacionais. utilizam-se então, programas alternativos e estratégias de intervenção enfatizando a correção das dificuldadescomportamentais para melhorar o rendimento escolar. As principais caracteristicas dos alunos com autismo são: dificuldades organizacionais, distração, problemas em sequenciar , falta de habilidadeem gerenciar e padrões irregulares das habilidades.
ORGANIZAÇÃO: O educador pode auxiliar o o aprendizado do aluno desenvolvendo hábitos sistemáticos e rotinas de trabalho para minimizar dificuldades organizacionais, trabalhar com listas de verificações , programas de instruções visuais demonstrando concretamente o que foi iniciado e concluído. Veja o exemplo:

DISTRAÇÃO: É comun no aluno com autismo, e pode ser demonstrada em várias situações : ao reagir aos ruídos externos, acompanhar visualmente os movimentos e ter fixação por objetos. Identificar o que distrai o aluno é o primeiro passo. Depois, pode ser necessário realizar modificações ambientais, ou seja, a disposição física da área de trabalho do aluno, para apresentar tarefas a serem desenvolvidas.

SEQUENCIAÇÃO: Os alunos com autismo podem não conseguir se lembrar da ordem das tarefas, porque se atêm de forma concreta aos detalhes específicos , e nem sempre veem relação entre elas, instruções visuais podem auxiliar essas dificuldades. Elas destacam sequências de eventos, e fazem com que os alunos lembrem-se da ordem adequada a seguir.


GENERALIZAÇÃO: Os alunos com autismo também podem encontrar dificuldades em aplicar o que aprenderamem outras situações e contextos, pois podem se prender a detalhes, como locais. A orientação é que o educador crie umaparceria entre a escola e a a família para que ocorram abordagens semelahantes, além de ensinar baseando-se em atividaders da vida diária e autonoma.Isso inclui passeios regulares, com crescente frequência, ao campo real da atuação. oferecer também oportunidades de trabalho na comunidade e atividades de lazer.
PADRÕES IRREGULARES DE HABILIDADES: Um aluno com autismo pode ter habilidade de estabelecer relações espaciais ou saber conceitos numéricos, mas tem dificuldade de usar essas conceituações por causa das limitações organizacionais e de comunicação. Auxiliar alunos com diversas habilidades requer observações e avaliações completas e minuciosas. Por isso recomenda-se não restringir às habilidades acadêmicas, mas enfocar também nos estilos de aprendizagem, distração, funcionamento em situações de grupo, habilidades autônomas, entre outras.









2 comentários:

  1. Adorei passar por aqui e voltarei mais vezes...parabéns pelo seu trabalho...beijinhus.

    ResponderExcluir
  2. Adorei seu blog,sou professora do AEE em escola publica em Macapá/Amapá.Este tipo de informação clara é essencial para compreender a dificil tarefa da inclusão do aluno com autismo.Se voce puder colaborar comigo com outras informações é só entrar em contato comigo.Seu blog é 10!!!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
href='http://revistaescola.abril.com.br/vocenacapa/php/view.php?image=20110316092338_82507a4c43d3077e0ef0352d500a5022.jpg'>
Criado no siteVocê na capa de NOVA ESCOLA.